Programas de prevenção de riscos resultam em economia e melhoria da qualidade de vida de beneficiários

Adalton dos Anjos

Estudos realizados nos 34 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) indicam que para cada dólar investido em prevenção de saúde economizam-se três. As ações das operadoras para a promoção de hábitos saudáveis voltados para a prevenção de riscos e doenças têm sido cada vez mais diversificadas na tentativa de atrair clientes e diminuir os custos. A Sul América Saúde, por exemplo, investe cerca de R$ 1,5 milhão por mês no seu programa Saúde Ativa, que já atendeu 200 mil segurados. Em compensação, em termos financeiros, os resultados de 2010 mostram que o grupo de ativos no programa foi 15% melhor em comparação aos outros clientes.

“Os retornos dos investimentos em saúde preventiva são obtidos a médio e longo prazo. Primeiramente visamos a conscientização da população sobre a importância e bons hábitos e depois estimulamos a utilização dos serviços disponibilizados pelos programas que geram maior controle do custeio assistencial”, explica a gerente de prevenção e assistência da Camed, Maria Sandra Cavalcante. A operadora, que implantou o seu primeiro programa há 27 anos, comemora a participação de mais de 39 mil beneficiários entre janeiro e agosto deste ano.

Na Sul América, o retorno dos recursos para o programa reflete também uma melhoria na qualidade de vida dos beneficiários. A redução do número de complicações por conta da menor quantidade de diárias de internação e de atendimentos em Prontos Socorros resultou em um aumento do nível de satisfação do segurados (94%). Para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), os programas de prevenção de riscos representam o futuro econômico das operadoras. “É uma forma de as operadoras se sustentarem no setor, pois com o envelhecimento dos usuários há um aumento de custos e gastos”, conta a diretora do órgão, Martha Oliveira.

Mas nem sempre é preciso uma grande soma de investimentos para implantação de programas de prevenção de riscos por uma operadora. Na Camed, por exemplo, a equipe e a própria estrutura que o plano de saúde já tem foi usada para o desenvolvimento das ações do Programa Promovendo Saúde, Programa de Prevenção Odontológica, entre outros.

Na Amil, maior operadora de saúde do Brasil, com uma carteira de mais de 5,6 milhões de beneficiários, vários programas de prevenção são adotados desde 1978. Com um banco de dados de mais de 20 milhões de riscos e eventos, Cláudio Tesla, executivo da companhia, explica que 80% dos clientes participam do Estudo de Cobertura de Riscos, criado em 2006, desde a entrada no plano de saúde.

Mesmo com a participação dos usuários e o desenvolvimento de vários programas de saúde, a empresa afirma que não tem por objetivo o viés econômico. “Não temos a intenção de investir nisso como retorno financeiro. Com o nosso conceito médico de gestão, a prevenção é muito lógica. Não tem como o médico fazer gestão em saúde sem atuar em prevenção”, afirma Tesla.

“A cultura da prevenção de saúde é saudável tanto para os hospitais, quando para as operadoras e o próprio beneficiário. As casas de saúde representam a ponta da prestação de serviços da maior parte das operadoras que, somente um trabalho conjunto que, desde já nos dispomos a fazer e a contribuir terá sucesso”, opina o vice-presidente da Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP), Francisco Balestrin. Para ele, ainda falta a introdução de incentivos tanto do ponto de vista financeiro quanto regulatório.

Fonte: Portal Diagnóstico Web

Últimas Notícias

ANS regulamenta compartilhamento de gestão de…

08-12-2017 ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) regulamentou parâmetros para o compartilhamento de gestão de riscos entre operadoras de planos de saúde. A medida visa trazer segurança jurídica para contratantes...

Leia mais

Começa a valer a suspensão da venda de 31 pla…

08-12-2017 Portal G1

Planos pertencem a 10 operadoras. Entre as queixas estão negativas e demora no atendimento. A partir desta sexta-feira (8), estão suspensas as vendas de 31 planos de 10 operadoras, de acordo...

Leia mais

ANS publica nova norma para compartilhamento…

08-12-2017 O Estado de S.Paulo

O compartilhamento de riscos entre operadoras de planos de saúde, algo já usado em cooperativas do setor, como as Unimeds, terá regulamentação própria. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)...

Leia mais

Reguffe critica empresas que se recusam a ven…

07-12-2017 Agência Senado

O senador Reguffe (sem partido-DF) cobrou, nesta quinta-feira (7), uma atitude da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em relação às operadoras de planos de saúde que se negam a...

Leia mais

ANS debate modelos de remuneração com operado…

07-12-2017 ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recebeu representantes de operadoras de planos privados de saúde, de sociedades médicas e entidades representativa de profissionais de saúde, bem como prestadores de...

Leia mais

AGU defende no Supremo que planos de saúde pa…

05-12-2017 AGU

Os valores gastos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) com internações de pessoas que deveriam receber tratamento na rede hospitalar privada em virtude da contratação de planos de saúde devem...

Leia mais

Entidade questiona mudança de local de incidê…

03-12-2017 Conjur

A Confederação Nacional de Saúde, Hospitais e Estabelecimentos e Serviços (CNS) questionou, via arguição de descumprimento de preceito fundamental no Supremo Tribunal Federal, as novas regras para a tributação dos...

Leia mais

Projeto sobre planos de saúde ainda em anális…

03-12-2017 SEGS

Há uma enorme pressão para a saúde suplementar absorver mais pacientes. Todos os pontos em discussão são relevantes e a grande questão é como fazer para aumentar a rentabilidade do...

Leia mais

Relator retira parcelamento de reajuste dos p…

02-12-2017 Voz do Brasil

A mudança no texto que altera a atual Lei dos Planos de Saúde adiou a votação do relatório O relator da proposta que altera a atual Lei dos Planos de Saúde...

Leia mais

Martha Oliveira é a nova Diretora Executiva d…

01-12-2017 Anahp

Martha Regina Oliveira é a nova Diretora Executiva da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp). A partir do dia 1 de dezembro, Martha assumirá a liderança da associação, se reportando...

Leia mais

Relator da Comissão Especial dos Planos de Sa…

01-12-2017 Rádio Câmara

Proposta em análise na Câmara faz mudanças no funcionamento das operadoras de saúde no país. O parecer será votado no dia 13 de dezembro O deputado Rogério Marinho, do PSDB do...

Leia mais

Taxa de ressarcimento ao Sistema Único de Saú…

30-11-2017 Conjur

Por Heleno Taveira Torres Encontra-se na pauta do Supremo Tribunal Federal o julgamento sobre o chamado “ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS)”, previsto no artigo 32 da Lei 9.656/98, que...

Leia mais

Notícias ANS

USUÁRIOS

LOCAIS DE ATENDIMENTO

Clique aqui e encontre a localidade mais próxima utilizando a lista de Estados.

COBERTURA

Informações sobre a cobertura da Rede Saúde Filantrópica

FUNCIONAMENTO

Informações sobre o funcionamento do sistema e o acordo das Operadoras de Planos Privados de Assistência à Saúde, associadas à Rede Saúde Filantrópica

OBSERVAÇÕES

Observações para a realização de internações e serviços auxiliares de diagnóstico e terapia eletivos.

COBRANÇA DAS CONTAS

Informação sobre o faturamento das contas

TABELA A SER USADA

Informações sobre a tabela a ser utilizada pela Operadora que prestou o atendimento